CLT vs PJ: qual escolher para seu buffet?

- Patrocinado -

No cenário atual, as modalidades de contratação CLT vs PJ são as mais comuns para quem está buscando trabalho.

Portanto, é fundamental entender sobre como elas funcionam, para avaliar qual é mais indicada para o seu buffet.

Por um lado, quem trabalha no regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) tem carteira assinada, com direito a férias remuneradas, 13º salário, Fundo de Garantia (FGTS), entre outros benefícios trabalhistas.

Por outro lado, quem trabalha na modalidade de Pessoa Jurídica (PJ) difere muito do emprego com carteira assinada, já que o profissional não tem direitos trabalhistas como 13º salário, FGTS e seguro-desemprego, pois não possui vínculo formal com a empresa.

A reforma trabalhista sancionada em 2017 por Michel Temer e, mais recentemente, a pandemia causada pelo novo coronavírus contribuíram para o fenômeno chamado de “pejotização” das relações de trabalho.

Em vez de as empresas contratarem assinando a carteira de trabalho, sob a Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), passa a valer um acordo em que o trabalhador emite uma nota fiscal, ou seja, ele abre uma empresa, ou uma Pessoa Jurídica (PJ), e passa a prestar um serviço.

Para saber qual a modalidade de contratação mais adequada para os seus serviços de buffet, continue a leitura!

Equipe do buffet – Quem contratar?

Mas antes de partir para o tema principal, que tal falarmos sobre as pessoas que você precisa ter na equipe do seu buffet, para que ele funcione de forma eficiente e completa?

Para proporcionar uma experiência agradável aos clientes, é importante contar com uma equipe diversificada e bem treinada. E cada profissional, pode ser contratado por uma modalidade diferente.

Aqui está uma lista de possíveis funcionários que você pode considerar contratar para um buffet:

  • Gerente de Buffet: Responsável pela supervisão geral do buffet, incluindo a gestão da equipe, controle de estoque e atendimento ao cliente.
  • Chef de Cozinha: Planeja o cardápio do buffet, supervisiona a preparação dos alimentos e garante a qualidade e apresentação dos pratos.
  • Cozinheiros: Preparam os alimentos conforme as instruções do Chef, garantindo que os pratos sejam servidos no tempo e na temperatura corretos.
  • Auxiliares de Cozinha: Realizam tarefas básicas na cozinha, como cortar ingredientes, preparar saladas e sobremesas, e manter a área de trabalho limpa.
  • Garçons/Garçonetes: Atendem os clientes, servem as mesas, respondem a perguntas sobre o menu e garantem que os clientes tenham uma boa experiência.
  • Bartender: Fica responsável por preparar e servir bebidas alcoólicas e não alcoólicas, além de criar coquetéis e outras bebidas especiais.
  • Recepcionista: Recepciona os clientes, gerencia reservas e organiza a acomodação dos clientes no salão.
  • Equipe de Limpeza: Mantém a limpeza das áreas comuns, cozinhas e banheiros, garantindo um ambiente higienizado.
  • Segurança: Garante a segurança dos clientes e funcionários, além de monitorar a entrada e saída do estabelecimento.

Agora que você já sabe quais são os funcionários necessários para um bom funcionamento dos serviços de buffet, confira a diferença de cada modalidade trabalhista na hora de contratar sua equipe!

O que é PJ?

CLT vs PJ

Quem for contratado como PJ, a vantagem é não ter mais o Imposto de Renda retido na fonte, que chega até 27,5% do salário.

O mesmo vale para o INSS patronal, que pode chegar a 14%, de acordo com a faixa salarial. No entanto, quem emite uma nota fiscal pode pagar opcionalmente o INSS para ter direito à aposentadoria.

A modalidade de contrato PJ (Pessoa Jurídica) remete a um profissional que possui uma empresa registrada e arca com todos os encargos para a execução dos serviços.

É o caso de milhares de freelancers que negociam seus serviços diretamente com as empresas e emitem nota fiscal.

Assim, não há vínculo trabalhista, e o profissional é pago apenas pelo serviço realizado.

O profissional que trabalha com contrato PJ é considerado, na prática, uma empresa, e seu CNPJ será sua identificação no mercado. Sem isso, o profissional não poderá ser contratado por empresas que pedem emissão de nota fiscal.

A contratação dos serviços do profissional PJ é feita por meio de um contrato para realizar um trabalho ou projeto, com cronograma para iniciar e terminar.

Entretanto, essa relação de trabalho com contrato PJ não pode caracterizar vínculo empregatício com habitualidade, salário e subordinação.

Por fim, a prestação de serviço com contrato PJ pode ser interrompida por qualquer uma das partes, sem qualquer obrigação trabalhista ou necessidade de justificativa.

Vantagens de trabalhar como pessoa jurídica:

  • Auxílio-maternidade;
  • Aposentadoria;
  • Auxílio-doença;
  • Contratação de um funcionário pelo salário mínimo da categoria;
  • Profissionais contratados como PJ geralmente possuem mais flexibilidade em relação aos horários de trabalho e à forma como realizam suas atividades, o que pode ser vantajoso para projetos com prazos apertados ou demandas variáveis.

Vantagens em contratar PJ

  • Redução de custos: Contratar profissionais PJ pode resultar em redução de custos para o buffet, já que não há encargos trabalhistas, como FGTS, INSS e 13º salário.
  • Especialização: Ao contratar profissionais como PJ, as empresas têm acesso a uma gama mais ampla de talentos especializados em diversas áreas, pois podem contratar especialistas para trabalhos específicos sem a necessidade de mantê-los em tempo integral.
  • Agilidade: O processo de contratação de um profissional PJ geralmente é mais ágil e menos burocrático do que o de contratação de um funcionário CLT, o que pode ser vantajoso para projetos que exigem uma resposta rápida.
  • Menos Complicações Trabalhistas: Como não há vínculo empregatício entre a empresa e o profissional PJ, as questões trabalhistas, como rescisão contratual e ações judiciais trabalhistas, são menos complicadas e menos onerosas para a empresa.

O que é CLT?

A Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT) foi uma unificação de regras do direito do trabalho feita pelo presidente Getúlio Vargas durante a ditadura do Estado Novo, por meio do Decreto-Lei 5.452, assinado em 1º de maio de 1943.

Apesar das modificações ao longo do tempo, a CLT continua sendo a principal referência legal para as relações de emprego. Nesse contexto, a carteira assinada é um regime de trabalho integral clássico da CLT, indicada para colaboradores fixos das empresas.

Nesse modelo, o funcionário tem direito a todos os benefícios previstos em lei, como 13º salário, FGTS, INSS e parcela do vale-transporte e alimentação, além de férias.

Não incluem na CLT trabalhadores rurais, servidores públicos, servidores de autarquias (como Banco Central e universidades federais), autônomos, estagiários e menores aprendizes, entre outros.

Vantagens de trabalhar como CLT:

  • Carteira de trabalho assinada pelo empregador
  • Férias remuneradas;
  • Adicional por hora extra;
  • Licença-maternidade;
  • Seguro-desemprego em caso de demissão;
  • FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço);
  • INSS (Instituto Nacional do Seguro Social);
  • 13º salário;
  • Jornada de trabalho de até 44h semanais.

Vantagens de contratar CLT vs PJ:

  • Segurança Jurídica: O contrato CLT oferece maior segurança jurídica tanto para o empregador quanto para o empregado, estabelecendo direitos e obrigações claras e regulamentadas por lei.
  • Bem-estar profissional: Devido a uma série de benefícios trabalhistas, o funcionário consegue ter uma estabilidade financeira, o que contribui para seu bem-estar e desempenho de suas funções.
  • Comprometimento do profissional: O contrato CLT muitas vezes oferece plano de carreira e possibilidade de ascensão dentro da empresa, incentivando a permanência e o comprometimento do funcionário.
  • Relacionamento de Longo Prazo: Esse tipo de contrato trabalhista também promove um relacionamento de longo prazo entre o empregado e o buffet, o que pode resultar em maior lealdade e produtividade por parte do funcionário, beneficiando a empresa como um todo.

- Patrocinado -

É melhor contratar CLT ou PJ?

Ao analisar os custos de um colaborador com contrato CLT vs PJ para a empresa, o valor de impostos e encargos a serem pagos para o Governo pode ser até três vezes mais alto do que o salário desse profissional.

Já ao analisar os custos de um profissional com contrato PJ, a empresa terá somente o gasto com o salário acordado no contrato e não gastará com encargos trabalhistas.

Por isso, o profissional contratado como PJ precisa ter disciplina, organização e uma boa administração pessoal para se organizar financeiramente.

Pois, precisará manter poupar mensalmente caso deseje ter um 13º salário, um fundo de garantia pessoal (em caso de demissão) e também precisará pagar encargos do INSS.

 

Leia também: Nome Fantasia e Razão Social: o que é e para que serve?

 

Conclusão sobre CLT vs PJ

Ao compreender as diferenças entre CLT vs PJ, você conseguirá determinar qual é a mais adequada para seu empreendimento.

Funções essenciais para a operação, como Gerente de Buffet e Chef de Cozinha, geralmente requerem maior estabilidade e, portanto, são mais adequadas para contratação via CLT.

Por outro lado, cargos como Auxiliares de Cozinha, Garçons e Bartenders podem ser mais flexíveis e se ajustar melhor ao modelo PJ, especialmente se houver variações na demanda de trabalho.

Para determinar a melhor estratégia de contratação para o seu buffet, é recomendável conversar com especialistas em contabilidade e recursos humanos.

Isso ajudará a garantir a redução de custos e a satisfação dos funcionários.

 

Se você quer consultar um especialista em contabilidade para buffets, fale com o Grupo AGL, parceiros da Buffets Perto de Mim!

Compartilhe nas redes sociais!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts populares

Guia de marketing para buffets!

Clique aqui para comprar agora